Processo de produção

 
 
Primeiro vamos falar sobre os sabonetes comuns...
 
Os sabonetes comerciais que você encontra nos supermercados são  fabricados visando três aspectos:
 
> Custo barato;
> Conservação do produto nas prateleiras do comércio;
> Oferecer ao consumidor um produto de maior duração;
 
Por isso, os sabões comerciais são repletos de produtos químicos e conservantes, e nem deveriam mais ser chamados de sabão ou sabonetes, porque na verdade, são mesmo é detergentes sintéticos.
 
A grande maioria dos sabonetes comerciais, utilizam a gordura animal (sebo bovino ou suíno) como gordura. Veja na composição do seu sabonete se está escrito "Tallow" ou "Adeps Bovis"; isso quer dizer que foram feitos com sebo.
 
 
 
A Saponificação:
 
 
Todo sabão é produzido através de uma reação química entre uma gordura e um álcali (material alcalino), processo este chamado de SAPONIFICAÇÃO.
 
O álcali utilizado em todos os sabonetes sólidos é o hidróxido de sódio, mais conhecido como "soda cáustica". (Nos sabonetes líquidos, é o hidóxido de potássio - "potassa"). Ele é misturado à água destilada para a formação da lixívia, e esta, será a responsável pela saponificação dos óleos vegetais.
 
O uso do hidróxido de sódio (soda cáustica) ou do hidróxido de potássio (potassa), ou qualquer outra base alcalina, é indispensável para a produção de qualquer sabão. Portanto, TODOS os sabões/sabonetes em barra, sem exceção, são produzidos com hidróxido de sódio.
 
Porém, após o processo de saponificação, ela não estará mais presente, pois será neutralizada.
 
O Resultado deste processo de Saponificação é: SABÃO + GLICERINA.
 
Nos sabonetes industrializados, a glicerina formada, é retirada do sabão, para ser comercializada em outros setores da indústria (mais uma prova de que para as indústrias, o lucro é mais importante do que a qualidade)
 
Ou seja, a maioria dos sabonetes comerciais (com exceção dos glicerinados) são carentes de glicerina, que é justamente um dos principais umectantes para evitar o ressecamento da pele.
 
Esta é a principal diferença entre os sabonetes comerciais e os sabonetes artesanais. Pois além de conter os ácidos graxos dos óleos vegetais, nos sabões artesanais e naturais, a glicerina não é retirada, e por esses dois motivos, o sabonete artesanal natural é muito mais saudável e hidratante para a pele.
 
A qualidade do sabão depende da qualidade dos componentes, da totalidade da saponificação, e também dos cuidados para se obter um produto isento de álcalis. Portanto, um sabão é considerado neutro, não por possuir um pH neutro, mas pela ausência de álcalis ou ácidos livres, provenientes da reação de saponificação;  
 
Esta é a razão pelo qual os sabonetes artesanais precisam passar por um tempo de cura de 30 a 40 dias, para que a neutralização seja completa.
 
Os sabonetes feitos através deste processo têm sua glicerina intacta, glicerina esta, que foi produzida do próprio processo de saponificação, gerando assim uma glicerina pura 100% vegetal.
 
 
 
Processo de produção (Cold Process):
 
 
Existem processos diferentes para se produzir um sabão artesanal: Frio e quente (Cold e Hot process)
 
O COLD PROCESS, como o próprio nome diz é um processo à frio, ou seja, não é  preciso prepará-lo no fogo; 
 
Os sabonetes feitos por Cold Process possuem espuma abundante, limpam e hidratam profundamente a pele, mantendo-a macia e saudável.
 
Com o Cold process, também podemos produzir sabões com propriedades terapêuticas, através da utilização de óleos essenciais, extratos, argilas, e uma infinidade de aditivos saudáveis e benéficos para a pele.  
 
 A Saboaria Sementes de Gaia produz  exclusivamente sabonetes e shampoos 100% artesanais e naturais, por Cold Processutilizando apenas componentes vegetais e saudáveis, para proporcionar à você e sua família, um verdadeiro "banho de natureza" !
 
 
 
 
 
 
 

PAGAMENTO E ENVIO

ACOMPANHE-NOS

SELO DE SEGURANÇA


Copyright © Saboaria Artesanal Sementes de Gaia 2017 |